terça-feira, 17 de agosto de 2004

Saudades

Sentimento estranho e sincero esse que nos mostra quanto algo ou alguém faz falta. Podemos sentir saudades de coisas que realmente não fazem mais parte da nossa vida, mas em grande maioria sentimos daquilo que faz parte, e no devido momento não está conosco. Isso o torna estranho.

Sinto saudades dela, que nesse exato momento (como em todos os outros) faz parte dos meus planos e da minha vida. Pena que enquanto estou digitando essas linhas para relaxar entre um trabalho e outro ela está longe, também trabalhando.

Para não dizer que estou deixando de seguir um padrão, deixo uma pergunta para qual um conhecido abriu meus olhos: qual a diferença entre o comum e o normal? porque algumas coisas podem se tornar comuns, mas nunca serão normais? e principalmente, porque aceitamos tais anormalidades?

Lelê, estou com saudades.

2 comentários:

Nanã disse...

Aceitar o anormal faz parte, Lê... como lidar com a rotina. Aceitamos porque querermos ser aceitos... Aceitamos porque depois chega a vez do outro de aceitar... Aceitamos porque amamos...

(E eu tb tô com saudade da Lê!!!!)

Fasa disse...

O amor é lindo, cara!
Eu apadrinhei!
Eu apadrinhei!!!