quinta-feira, 26 de agosto de 2004

Agora sim, falo de Balzac

Como escrevi no post anterior, fomos assistir "Balzac e a costureirinha chinesa". Fala sobre a história de dois jovens da cidade grande que vão ser reeducados em uma aldeia nas montanhas chinesas no início da década de 70.

Na verdade esse é o pano de fundo para a transmitir o impacto que a cultura causa em tal aldeia. A reação do povo e o quanto isso pode mudar suas vidas. Além de ótima fotografia, belas atuações e grande cenas o enredo pode nos levar a admirir o "mito do bom selvagem" e depois notar as "letras miúdas" de cada personagem.

Respondendo a Nandinha, sim vale muito a pena ver.

Assim como vale a pena ler a crítica do nosso amigo conspirador sobre o filme e ler o último Tok do meu velho amigo. Jaba no ar.

3 comentários:

Fasa disse...

Estou numa fase cinemão-pipoca. Mas é sempre bom receber essas dicas. Assim eu sei que o alguel do DVD não será desperdiçado. E, mermão, como a diária do DVD anda cara esses dias, não?

Ock-Tock disse...

Depois de anos e ele ainda escreve "tock" sem o "c"... Imperdoável ;)

disse...

Imperdível "Balzac". Saí do cinema matutando: a cultura então pode ser nociva? pode acabar com o "bom selvagem"? Mas um outro ponto de vista aclarou os meus pensamentos - a cultura nos tira das nossas prisões. Nem todo mundo nasceu para ser bom selvagem. ou afinal, isso não existe.