domingo, 15 de março de 2009

O show de uma vida

Se você escuta o Máquina do Tempo, podcast feito por mim e pelo Ock-Tock, já deve saber que sou fã do Iron Maiden desde 1986, quando tinha nove anos e comprei o álbum mais marcante da minha vida, Somewhere in Time - meu primeiro disco de Metal. De lá para cá, eles já estiveram no Brasil oito vezes e somente agora eu fui ao show. Com esta informação, talvez você consiga ter uma pequena idéia de como estava a minha expectativa. Vamos ao o que achei.

O melhor show que já estive em minha vida, não em questão de som, até porque somente uma pessoa conseguiu ter uma boa qualidade na Apoteose, o Roger Waters. Mas as músicas, a presença de palco de toda uma banda com mais de trinta anos de nome e experiência, um público de todas as idades, cantando junto quase todas as músicas e conseguindo deixar até mesmo Bruce Dickinson um pouco envergonhado quando ouviu a multidão gritar seu nome, transformaram este show em algo inesquecível.

A banda abriu com a clássica e forte "Aces High" e mostrando ao que vieram em termos de levantar o público - que não teve um minuto de repouso, foram duas horas de pura euforia trazida pelo melhor da Dama de Ferro. As poucas vezes em que pudemos respirar mais aliviados foi durante trechos de "Children of the Dammed" e "Rime of the Ancient Mariner", um dos pontos mais altos do cenário foi entrar na pirâmide de "Powerslave" ao som da introdução desta música.

Falando em pontos altos, os cinquentões do Rock me mostraram como minha opinião estava errada. Após ouvir diversos álbuns ao vivo e bootlegs, sempre julguei que o grande momento dos shows era "Fear of The Dark". Não é. O grande momento desta turnê foi o show inteiro, mas pra mim deve ser destacada a "sena" que começa com "The Trooper" e fecha com "Fear of the Dark" - nesta última minha voz já vacilava e falhava.

Meu único protesto fica para a área VIP, que ocupava a área da frente do palco até a torre, o que tornava a visibilidade um pouco pior para a platéia menos abastada. Um show de uma banda como esta não tem cabimento área VIP.

Bruce Dickinson prometeu retornar em 2011 para a turnê do álbum de estúdio que deve ser lançado em 2010. Eu estarei lá, e voltarei quantas vezes puder.

Olha a set-list do Show:
  • Aces High;
  • Wrathchild;
  • Two Minutes to Midnight;
  • Children of the Dammed;
  • Phantom of the Opera;
  • The Trooper; *
  • Wasted Years; *
  • Rime of the Ancient Mariner; *
  • Powerslave; *
  • Run to the Hills; *
  • Fear of the Dark; *
  • Hallowed be thy Name;
  • Iron Maiden;

  • Number of the Beast;
  • The Evil that Men Do;
  • Sanctuary;
* Esta foi a hora que a casa caiu;

Ah! Não posso deixar de comentar do típico humor inglês para a música de saída, não vou falar mais nada para não estragar a surpresa.

Neste mesmo dia, em outro ano:

2 comentários:

perninha disse...

Primeiro show?!? HEREGE!!!

Tá explicado porque você gostou tanto de Fear Of The Dark e Run To The Hills. Eu já tô de saco cheio delas! :P

Anônimo disse...

¬¬ depois que o iron maiden estragou minha noite há umas semanas, eu odeio essa meleca. sim, eu, pronta pra sair, recebo uma mensagem pra não ir mais ao pub pq eles tavam lá. acabou que eu entrei, mas mais tarde que o planejado e com cara de cu. o bruce dickinson é baixinho e eu odeio todos eles. fecharam um andar do pub.

k