quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Das opiniões pré-estabelecidas


Faço parte daquele grupo de pessoas que ficou tão indignado com a vitória de A Vida é Bela sobre Central do Brasil que eu nem quis ver o filme. Somou ao fato de eu ter achado Roberto Benigni muito exagerado e histérico.

Perdi muito com isto, recentemente eu vi o filme e embora a primeira hora seja cansativa por ver um Didi Mocó a italiana sem o carisma do velho Renato Aragão, a hora seguinte vale o filme. Uma mensagem belíssima, passada de forma simples e completamente envolvente. Eu também queria proteger o mundo de Giosué e, se fosse o meu filho, também daria minha vida para tal.

O mais importante é que o filme me ensinou a não dar ouvidos a estas opiniões pré-estabelecidas sobre as coisas. Se ainda não vi, não posso falar. Isto não quer dizer que eu precise ver tudo, mas ao menos assumir que não sei do que estou falando e não entrar em coros unanimes de dor de cotovelo. A Vida é Bela mereceu o seu Oscar.

Acesse também:

2 comentários:

Tati disse...

Sem querer entrar no mérito de qual filme é melhor, também achei o Oscar para A Vida É Bela merecidíssimo. Adorei o filme, é tocante e envolvente.

;o)

Rodrigo Müller disse...

eu vi o filme logo após o Oscar e ele é realmente muito bom e menos cansativo do que Central do Brasil. foi merecido SIM.