quarta-feira, 5 de agosto de 2009

A teoria sobre "Tom Cruise"

Tenho um bom amigo, apreciador de cinema e ex-conspirador, que desenvolveu uma teoria interessante sobre os filmes com o Tom Cruise, ela é simples: Se ele aparece de óculos escuros, o filme é ruim. Caso não apareça, pode ir tranquilo que o filme é bom. Resolvi testa-la.

Por mais que Top Gun (1986) seja um ótimo vídeo clipe, com o roteiro que tem a profundidade de um aquário para Beta, ele não pode ser considerado um filmão. (Óculos escuros? Confere!)

Agora sim, estamos falando de um clássico do cinema desnecessário. Cocktail (1988) tenta falar sobre relações, traições e ambição. Mas não consegue. Óculos escuros e garrafas ao ar.

Opa! Adeus rostinho bonito e bem vindo cara de maníaco com trauma pós-guerra. Em Nascido em 4 de Julho (1989), Tom Cruise surpreende em seu papel e faz um filmaço. Troca os óculos escuros pela barba e marca mais um ponto para a teoria.

É, Dias de Trovão (1990), a história de um piloto de corrida, uma tentativa de repetir a dose do vídeo clipe Top Gun, mas ficou só na tentativa. Usa óculos, motores, sujeira e Nicole Kidman.

O vampiro Lestat ganhou vida em Entrevista com o Vampiro (1994) e Tom Cruise é um dos responsáveis pelo sucesso do filme. Sem óculos, mas com presas e sangue.

Em Magnólia (1999) de Paul Thomas Anderson, Tom Cruise consegue fazer parte de um grande elenco sem ficar a sombra de ninguém. Sem óculos, mas com muito gel e drama.

Saem os óculos escuros e entra a máscara em Vanilla Sky (2001) e como resultado o climax do filme pode ser resumido a "suporte técnico". Uma bomba.

Em Trovão Tropical (2008), mais uma vez tira os óculos escuros, coloca barba e pra completar assume uma respeitável barriga. Um sucesso de crítica e atuação.

Talvez seja somente um sentimento de nostalgia, mas em Negócio Arriscado (1983) ele usa óculos escuros e ainda assim é um clássico em minha memória. Seria esta a exceção aos óculos?

Se o anterior é a exceção para quando ele usa óculos escuros, Guerra dos Mundos (2005) cumpre muito bem este papel para os filme sem os óculos. Que bomba intergalática.

Conclusão: com este apanhado de dez filmes é possível comprovar a teoria do meu velho amigo. Ou não?

Neste mesmo dia, em outro ano:

4 comentários:

veetahl disse...

E o Missão Impossível? Acho que no I ele não usa, no II com certeza (cena da moto, lembra?) e no III tb acho que não. Por mim, teoria confirmada!

Shinkoheo disse...

Achei meio furada a teoria, os MI por exemplo são bons filmes e se for seguir isso a risca ele nunca fez um filme de época ruim!

Isso é uma questão para o nosso amigo Vivard colecionador de Tom Cruise hahaha

Mauricio disse...

Ok, se Tom Cruise fizer propaganda para Rayban, vai falir a empresa, é isso?
ahahaha
ótima teoria a de vocês! mas fico com os filmes de Cruise de Óculos e sem Óculos!

Ock-Tock disse...

Acho que a teoria confirma, mas há um que fica no meio do caminho: em Operação Valkiria, ele usa tapa-olho e o filme não é de todo ruim e nem de todo bom. É mais-ou-menos...