terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Monstros copiadores

Neste último final de semana passei na Tok & Stok para comprar uma cadeira nova para o meu escritório, a anterior, na qual optei em economizar, simplesmente não aguentou.

Qual foi a minha surpresa em perceber uma linha de produtos infantis de monstros. O problema não é fazer algo assim, o problema é que estes monstros estão lembrando demais os personagens e funcionários da Monstros S.A., animação da Disney/Pixar.

Eu como designer teria vergonha de apresentar este produto, se o cliente desse a ordem de executar, provavelmente eu perderia o trabalho e por fim a Tok & Stok não é uma lojinha da esquina, ela poderia entrar em contato com a Disney Brasil e pagar os direitos de uso destes personagens e não ter que passar pela vergonha de apresentar um Mike Wazowski sem braços.

Vergonha destas empresas que deveriam dar o exemplo.

Acesse também:
Neste mesmo dia, em outro ano:

9 comentários:

Tati disse...

Ahaahaha.. patético. Me lembra aquelas cópias baratas de filme de animação que aparecem à venda nos grandes supermercados. Já viu? Carros vira Carrinhos; Bee Movie virou Abelhinhas.... euri.

:o)

Anônimo disse...

Acho que somente o monstro de um olho só lembra o da Disney, os outros nunca vi iguais, acho que são até muito autênticos.

Não generalize.

Anônimo disse...

muito do design vem do aprimoramento ou do aproveitamento de ideias anteriores.

seu blog, por exemplo, tem o título "inspirado" no de uma obra de will eisner, como você mesmo descreveu (apesar de ser idêntico, mas tudo bem)... seu podcast tem uma enorme semelhança com um filme bem famoso de viagem no tempo (é bater o olho e saber qual é)... Isso não tira seu valor, como também acho que não tira o valor de quem desenhou as estampas de monstros da tok&stok.

Dá até pra dizer que a Pixar se baseou na figura mitológica do ciclope pra desenhar o monstrinho. Pra quem vai o dinheiro dos direitos de uso de uma figura mitológica grega? Zeus?

O designer que nunca se baseou em outra peça, arte ou personagem, que atire a primeira caneta.

paulista666 disse...

Esse ultimo anonimo humilhou hein.

Leandro Bulkool disse...

Anônimo 1, talvez você não se recorde muito do desenho, mas nesta imagem que eu coloquei tem mais dois personagens muito parecidos com os da Pixar. Como por exemplo o laranja "lembra" um personagem vermelho do desenho (e não pela cor e sim pela construção).

Anônimo 2, existe uma diferença muito grande em citar, homenagear ou ter como referência um trabalho de alguém do que alegar como original e buscar lucro do mesmo. Os exemplos que você deu em relação ao meu blog são citações, homenagens, ditas claramente, sem abandonar os créditos e direitos originais e por isto mesmo eu pago o ECAD.

Agora, anônimos, vocês podem se identificar. Isto não diminui o valor da opinião de vocês, a qual respeito, mesmo que um de vocês tenha sido o ilustrador destes trabalhos.

Paulista666, o que você acha de ser mais produtivo ou construtivo?

paulista666 disse...

Opa só se for agora.

Apesar de citar as fontes de onde você tirou inspiração, você não deixar de estar ganhando às custas dos outros. Afinal de contas você esta usando uma imagem criada por outra pessoa para atrair a atenção ao seu blog.
Garanto que o Will Eisner não esta ganhando nada com isso. Acho que nem quer.

Ainda acho queo cara te humilhou. Pagar o ECAD para mim não significa nada. Só acho que criticar um produto de uma grande empresa é mais fácil do que criar um gráfico próprio para colocar no blog pessoal.

Simplesmente ridiculo não???

Leandro Bulkool disse...

Paulista666, sim agora você foi um pouco mais claro e construtivo, mas confuso.

Entendo a sua opinião. Mas preciso dizer que a marca do O Edifício que é usada no meu blog já foi outra feita por mim mesmo e acabei achando bacana mudar e manter a identidade da Graphic Novel para facilitar a referência com quem conhece.

O Will Eisner não tem como receber nada, infelizmente ele faleceu a alguns anos. Embora para você pagar o ECAD possa não significar nada, para os detentores dos direitos autorais do material que eu uso significa com certeza.

Pense nisso, plágio é roubar algo. Quando você cita a fonte e ainda por cima paga os direitos autorais, você tem direito de uso daquilo e então não é roubo.

Isto é ser ético, assim como assinar a sua opinião ou deixar claro de quem estou falando. Eu poderia ter feito um post dizendo que "uma grande empresa de objetos de decoração", mas não. Fui claro, dei o nome aos bois e se eu soubesse quem foi o ilustrador ou artista que vendeu estas estampas citaria o nome também. E se eu estivesse errado, me corrigiria sem problemas. Porque é sobre isto que estamos falando neste post, ética. E não em querer humilhar ou não a opinião de outra pessoa.

Heloisa disse...

leandro, td bem? eu acompanhei o processo de criacao dessa estampa, ate o fim do ano, antes de vir morar em londres, era da equipe de design da T&S. Bom, posso afirmar pra vc q em nenhum momento nos baseamos no monsters SA. toda a referencia veio de toy arts, e como vc sabe, todos os designers bebem de alguma fonte. a gente pesquisa muuuito e por isso as vezes vemos muita coisa no mercado parecida com o q fizemos, nao eh mesmo??? mas isso nao quer dizer q eh copia, sao apenas pessoas bem informadas q transformam referencia em criacao!!!!!!

Leandro Bulkool disse...

Helena, muito obrigado pelo seu comentário e fico feliz em ver que teve resposta de alguém da equipe que participou do projeto.